top of page
Eichenberg, Lobato, Abreu & Advogados Associados - Especialista em Direito Imobiliário

NOTÍCIAS

  • Foto do escritorEichenberg, Lobato, Abreu & Advogados Associados

Os desafios do assédio moral no teletrabalho

O aumento do teletrabalho introduziu uma série de transformações no ambiente profissional, destacando a necessidade de lidar com questões delicadas, como o assédio moral. Com a virtualização das interações profissionais, os limites entre o pessoal e o profissional tornaram-se mais tênues, exigindo uma atenção especial para promover um ambiente de trabalho saudável.


A banalização do uso do WhatsApp para fins profissionais, juntamente com a utilização de plataformas digitais como Teams e Zoom, tem contribuído para uma sobrecarga de trabalho. Esse aumento na disponibilidade dos colaboradores, aliado à mistura dos ambientes de trabalho e lazer, torna desafiador estabelecer limites claros entre a vida profissional e pessoal.


O acesso constante a essas ferramentas de comunicação instantânea e reuniões virtuais pode resultar em uma extensão indesejada das horas de trabalho, dificultando a desconexão efetiva. Além disso, a pressão para estar constantemente online e responder rapidamente às mensagens pode impactar negativamente o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, reduzindo os momentos de desconexão.


A dinâmica entre gestores e colaboradores também sofreu adaptações. As formas de assédio, que antes ocorriam principalmente em encontros presenciais ou interações diárias, agora podem se manifestar através da falta recorrente de respostas a e-mails, do recebimento excessivo de mensagens fora do horário de trabalho no WhatsApp, ou mesmo durante reuniões virtuais, seja individualmente ou em grupo.


Nesse contexto, é importante destacar que boas práticas empresariais não se restringem apenas a treinamentos de habilidades profissionais, mas devem também se vincular ao desenvolvimento pessoal dos profissionais, com foco na promoção da inteligência emocional e da ética no ambiente de trabalho, por exemplo. A implementação de estratégias eficazes para a manutenção da saúde mental dos colaboradores tornou-se uma prioridade, sendo possível perceber através da notável adoção de práticas como promoção de programas de bem-estar, inclusão e diversidade, benefícios relacionados ao apoio psicológico e campanhas enfatizando a importância de uma cultura organizacional mais ética e empática.


Evidente, portanto, a necessidade da implementação de práticas saudáveis no ambiente de trabalho. Isso pode incluir, por exemplo, a definição de políticas claras sobre o uso dessas plataformas fora do horário de expediente, promoção de pausas regulares e incentivo a uma cultura que valorize o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Ao estabelecer limites saudáveis e promover práticas de trabalho sustentáveis, as empresas podem cultivar um ambiente que não apenas favoreça a eficiência, mas também o bem-estar de seus colaboradores.

 

Gabrielle Rech

50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page